Bairros de Lisboa

Share

Bairros de Lisboa

Bairros e zonas • O “centro histórico” • Passear fora do centro de Lisboa

Nesta página vamos ficar a conhecer vários bairros e zonas de Lisboa. A Cidade das 7 Colinas divide-se em várias zonas. Embora em termos legais e de administração do território o que interesse sejam as freguesias, os bairros são as divisões informais que todos utilizamos e cuja forma de identificação é mais funcional.

Mapa de bairros e zonas de Lisboa

Abrir no Google Maps


Nota: as delimitações dos bairros visíveis no mapa não são exactas (embora bastante próximas da realidade).

Bairros de Lisboa

A essência de Lisboa vive-se nos seus bairros. Que bairros de Lisboa visitar? Regra geral, há que conhecer os bairros e zonas do centro histórico, onde se concentra a maioria dos pontos de interesse do Concelho de Lisboa, os seus miradouros, restaurantes típicos (como as Casas de Fado) e monumentos.

Bairro Alfama LisboaAlfama

Um dos bairros mais famosos de Lisboa, o bairro histórico de Alfama, em tempos o lar de grande parte dos pescadores, é ainda hoje em dia habitado por famílias portuguesas (e alguns expatriados) que continuam a habitar a zona com uma tradição secular. O bairro é vizinho da Mouraria, da Graça e de S. Vicente, sendo considerado o berço do Fado. Aqui há muitos restaurantes e tascas. Perca-se nas estreitas ruas labirínticas de Alfama e descubra um dos bairros mais encantadores de Lisboa.

Bairro Graça LisboaGraça

O barrio da Graça fica próximo de Alfama e S. Vicente, numa das colinas de Lisboa. Provavelmente pela sua localização, é como se fosse uma pequena aldeia, independente do resto da cidade. É um bairro repleto de cafés e pastelarias, restaurantes, bares e miradouros com vistas fenomenais (Graça e Senhora do Monte). Daqui também pode descer (pelo Jardim da Graça) até à Costa do Castelo e seguir para Castelo de S. Jorge.

Bairro S. Vicente LisboaS. Vicente

São Vicente é um dos santos padroeiros de Lisboa e é neste bairro histórico, vizinho da Graça e de Alfama, que encontramos dois monumentos colossais de Lisboa: o Panteão Nacional e a Igreja de S. Vicente de Fora. É também aqui, no Campo de Santa Clara, que tem lugar a famosa Feira da Ladra todas as terças-feiras e Sábados.

Vista para a Mouraria, Lisboa - LispoetasMouraria

Vizinho do Castelo, é um dos bairros históricos com maior tradição e história. A Mouraria ganhou o nome devido a D. Afonso Henriques: após conquistar Lisboa, deixou uma zona da cidade para os muçulmanos. Aqui surgiram as fundações do estilo Manuelino e é um dos “bairros do Fado” (foi onde nasceu Mariza e Fernando Maurício, o “Rei do Fado da Mouraria”). É provavelmente o bairro onde há o maior encontro entre várias culturas e ainda uma preservação de antigas tradições populares. Felizmente, tem vindo a haver maior interesse e investimento na Mouraria.

 

Baixa Pombalina LisboaBaixa Pombalina

O “coração do coração de Lisboa”, a Baixa é toda a zona entre a Praça do Comércio e o Rossio, ladeada pela colina do Carmo/Chiado e pela da Mouraria/Castelo. É parte da zona comercial de Lisboa por excelência (tal como o Chiado e Avenida) e, entre muitas outras atracções, aqui encontrará ainda o Museu do Design e da Moda e o Elevador de Santa Justa.

Bairro Chiado LisboaChiado e Carmo

Já numa colina, vindo da Baixa na direcção do Bairro Alto e/ou Príncipe Real, encontramos o Chiado, a zona mais chic do centro, a par do Príncipe Real). Além das lojas tradicionais da zona, encontrará espaços modernos. Cafés como A Brasileira, a gelataria Santini, lojas e restaurantes, tal como o centro comercial Armazéns de Chiado, animam os transeuntes do bairro. Mesmo ao lado há o Largo do Carmo, palco da Revolução de 25 de Abril e onde está o Convento do Carmo. Ali há também mais uma vista espectacular para Lisboa e rio Tejo.

Bairro Alto LisboaBairro Alto e Bica (Santa Catarina)

A zona do Bairro Alto e arredores, incluindo aqui a Rua da Bica e periferia (Santa Catarina) é o destino nocturno por excelência de portugueses e estrangeiros (não costuma estar tão calminho como na foto). Bares, bares e mais bares, discotecas e restaurantes, há opções para tudo. E no meio de toda a folia, encontramos um dos bairros mais antigos e típicos da Lisboa. Nota: se não gosta de multidões e muito ruído, sugerimos não alojar-se nesta zona!

Príncipe Real LisboaPríncipe Real

O vizinho chic do Barrio Alto chama-se Príncipe Real e é um bairro mais pacato (excepto à noite) onde há bastante comércio, sobretudo o espaço Embaixada, o jardim com um simpático café-quiosque (onde se realiza um mercado biológico nas manhãs de Sábado), outros cafés e restaurantes. Aqui perto encontrará ainda a bonita Praça das Flores.

Estrela e Campo de OuriqueEstrela (e Campo de Ourique)

A Estrela é uma freguesia de Lisboa que engloba as antigas freguesias da Lapa, Santos-o-Velho e Prazeres. Será provavelmente mais conhecida pela Basílica da Estrela, e pelo Jardim vizinho. A melhor forma de chegar aqui é com o eléctrico 28. É uma zona mais residencial mas muito agradável para passear, sobretudo tendo ao lado um bairro que cada vez tem maior popularidade, Campo de Ourique. Aqui encontrará o Mercado de Campo de Ourique, e uma panóplia de tapas e petiscos, cafés, pastelarias e restaurantes.

Belém LisboaBelém

Num dos extremos de Lisboa encontra-se a zona de Belém. É uma zona de visita obrigatória. Aqui estão muitíssimas atracções: mesmo que queira visitar um terço delas, precisará mais do que um dia! Os melhores exemplos são a Torre de Belém, o Padrão dos Descobrimentos (na foto), o Mosteiro dos Jerónimos, o Centro Cultural de Belém e os famosos Pastéis de Belém (agora até ia um…).

Parque das Nações LisboaParque das Nações

Parque das Nações é, comparativamente ao resto da cidade, bastante mais moderna. Foi completamente remodelada a propósito da Expo ’98, razão pela qual muita gente ainda chama à zona simplesmente “a Expo”. Como herança do evento cultural mencionado, e além de agora ser uma zona também residencial (há hospitais, centro comercial Vasco da Gama, restaurantes e outro comércio), aqui encontram-se atracções como o Pavilhão Atlântico (principalmente dedicado a espectáculos), o Pavilhão do Conhecimento (espaço para feiras internacionais e congressos), o famoso Teleférico e o Oceanário de Lisboa.

Outras zonas de interesse em Lisboa

  • Saldanha e Campo Pequeno (metro linha amarela): zonas comerciais, com cinemas, restaurantes, bares e cafés;
  • Após o Marquês de Pombal, pode passear pelo Parque Eduardo VII (onde anualmente ocorre a Feira do Livro), passeando pelo Jardim Amália Rodrigues (vista fantástica para a baixa e rio Tejo), pelo Corte Inglés e Bairro Azul, chegando a S. Sebastião. Aqui há vários restaurantes e comércio, e destaca-se ainda por ser o lar do Museu e Jardim da Fundação Calouste Gulbenkian.
  • É muito na periferia e está fora do tópico desta página… mas não vá alguém ler a página e dizer que depois não visitou por nossa culpa, e porque são uns 30 minutos de comboio saindo da Estação do Rossio, não se esqueçam de Sintra e Cascais!

Qual é o centro histórico de Lisboa?

De acordo com a Câmara Municipal, o centro histórico de Lisboa é toda a área delimitada a:

  • Oeste, pela Lapa e Campo de Ourique;
  • Norte, pela Praça dos Restauradores e Avenida da Liberdade;
  • Este, pela Graça e Penha de França;
  • E a Sul, pelo Rio Tejo!

Para facilitar a orientação, no final da página partilhamos um mapa com uma localização das principais zonas e bairros de Lisboa (não 100% exacta).

Há algo interessante fora do centro histórico?

Se considerarmos o distrito de Lisboahá muita coisa: a vila e serra de Sintra, Belém, o Parque das Nações, S. Sebastião (onde pode visitar a Fundação Gulbenkian), a zona comercial do Saldanha, Cascais (e Estoril), etc. Qualquer uma destas zonas é de fácil acesso desde o centro (umas de metro, outras de autocarro – consulte aqui a secção de Transportes de Lisboa).

Também fora de Lisboa mas de [relativamente] fácil acesso tem Almada, do outro lado do rio. Pode apanhar um ferry de Belém, Terreiro do Paço ou Cais do Sodré para a outra margem (de onde se conseguem grandes panorâmicas da capital), ou ir até mais longe e ir às praias da Costa da Caparica.

Se alugar um carroSetúbal e a Serra da Arrábida (a Sul de Almada), as Azenhas do Mar, Ericeira, Peniche, Óbidos, Fátima (a norte de Lisboa), ou até mesmo Évora (já na região do Alentejo, a sudeste e a aproximadamente uma hora e meia de carro), entre outros destinos, são bons passeios a considerar.

Para alguns destes destinos poderá considerar contratar uma tour, como por exemplo uma excursão de dia completo em Óbidos, Fátima e Nazaré.

Share

Comentários

VER MAIS EXPERIÊNCIAS