Pastéis de Belém 3.35/5 (12)

Um "monumento gastronómico" que poucos perdem... e muitos repetem!

Pastéis de Belém Lisboa

Share
Rua de Belém 84, Lisboa
Preço médio por pessoa: Café e 2 pastéis, uns 3€
Horário: Todos os dias, 08:00 - 23:00.
Telefone: (+351) 213 637 423
Informação adicional:
  • Aceita reservas de grupos
Como chegar? Encontrará os famosos pastéis mesmo ao lado do Jardim do Império em Belém (onde estãos os Jerónimos, CCB, etc.). De comboio (estação "Belém") ou eléctrico (15E vindo da Praça da Figueira ou do Cais do Sodré), autocarros 714, 727, 751.
Array

Os famosos Pastéis de Belém são provavelmente o símbolo máximo da pastelaria portuguesa e foram inventados aqui, na Antiga Confeitaria de Belém, sendo servidos desde 1837.

No entanto, embora o pastel de nata seja a estrela da casa, também se servem outros doces: há marmelada, bolo-rei caseiros, entre outras delícias.

Resumida história dos Pastéis de Belém

No século XIX, mesmo ao lado do Mosteiro dos Jerónimos, havia uma refinaria de cana-de-açúcar associada a uma pequena loja com produtos variados. Em 1934, no seguimento da revolução Liberal de 1820, extinguem-se todas as ordens religiosas, encerrando-se assim o mosteiro. Consequentemente, e numa tentativa de encontrar um ganha-pão, algum clérigo ou trabalhador do mosteiro começou a produzir e vender uns pastéis nessa mesma loja. Estas iguarias ficaram rapidamente conhecidas como “pastéis de Belém”.

No início os pastéis foram postos à venda numa refinaria de açúcar situada próximo do Mosteiro dos Jerónimos. Em 1837 foram inauguradas as instalações num anexo, então transformado em pastelaria, a “A antiga confeitaria de Belém”. Tanto a receita original como o nome “Pastéis de Belém” estão patenteados.

receita ultra-secreta, pertencente ao mosteiro, foi transmitida a mestres pasteleiros que abriram as portas do estabelecimento em 1837. A elaboração dos pastéis continua ainda hoje a seguir meticulosamente a mesma receita, num espaço com o nome apropriado: “Oficina do Segredo“… e quem os produz não só assina um termo de confidencialidade como tem de prestar juramento!

Pastel de nata, uma das 7 Maravilhas da Gastronomia

Assim o consideraram em 2011 e ao visitar a casa de Belém dá para constatar porquê. As estatísticas de produção dos pastéis são fascinantes: são produzidos mais de 20 mil pastéis por dia, havendo até um recorde de 55 mil pastéis produzidos num único dia.

É quase desnecessário dizer que as filas de espera poderão ser enormes. Felizmente, o serviço é rápido e em princípio deverá esperar entre 15-30 minutos (dependendo da época e hora do dia), até que possa finalmente sentar-se e provar um pastel. Alternativamente pode simplesmente pedir ao balcão principal pastéis para levar (pode ir comê-los nos espaços verdes de Belém e/ou em frente ao Tejo).

Um verdadeiro motivo de orgulho nacional, é quase “crime gastronómico” passar por Lisboa e não comer uns pastéis de Belém!

O que ver próximo dos Pastéis de Belém?

Fotos: página Facebook Pastéis de Belém

Comentários

VER MAIS EXPERIÊNCIAS